Página Inicial » Frases de Famosos » Frases de Lima Duarte

Frases de Lima Duarte


Ariclenes Venâncio Martins, mais conhecido pelo nome artístico Lima Duarte, é um ator, diretor, dublador e apresentador brasileiro.


As Melhores Frases de Lima Duarte


“A minha base familiar foi muito forte e importante para mim.”


“Amei loucamente uma atriz e acho que ela, da maneira dela, me amou também. Esse sentimento, esse louco amor, já foi suficiente para mim.”


“Amei várias mulheres e acho que fui amado por elas, mas nasci para viver comigo, com meus personagens, com minhas lembranças.”


“Estou muito cansado, sou uma pessoa de idade. Novela é desgastante, mas depois seis meses de descanso vem um papelzinho legal, com um parceiro bacana, e eu aceito.”


“Fico louco com isso, deliro com a palavra, com o prazer de conhecer os vocábulos e ir descobrindo o mundo em volta. Isso me encanta ainda hoje. Meu livro é Grandes Esperanças e meu escritor é Charles Dickens.”


“Fiz por mais de uma década teleteatro no TV de Vanguarda exibido pela TV Tupi Difusora, onde fizemos quase todo o repertório do teatro mundial. Foi uma experiência muito gratificante e que me ensinou muito sobre os grandes clássicos do nosso teatro mundial.”


“Gostaria de ter feito mais cinema, mas a televisão, as novelas, melhor dizendo, me impediram de trabalhar em filmes.”


“Hoje a televisão resolve tudo mostrando uma bunda de fora.”


“Mas, se tive realmente um verdadeiro amor, esse aconteceu quando eu já era um homem maduro.”


“Minha mãe se chamava América, era atriz de circo e muitas vezes me levava para assistir suas apresentações, inclusive eu participava como ator e seu ajudante em várias dessas apresentações.”


“Não queria mais fazer novela, mas o Silvio de Abreu jogou pesado: me disse que eu seria marido da Irene Ravache e amante da Fernanda Montenegro. Você acha que eu posso resistir.”


“Nunca fui um pai presente, nem um avô presente; acho que com minha neta Laura, filha da Júlia, fui mais presente.”


“O sotaque é um recurso, como usar uma barba. Na minha opinião só deve ser usado quando preciso. Em cenas de amor, de transa, não tem que ter. Fica falso. Mas nada contra o Tony, limpa minha barra com ele, por favor.”


“Odeio Lula porque faz uma glamourização da ignorância (…). Num país carente de conhecimento, ele não pode ter esse procedimento. É um imbecil, um idiota, um ignorante. Quando ia ao cinema, ia com o cachorrinho no colo. Para quê?”


“Pode até ser um sacrilégio o que eu vou dizer agora, mas literatura para mim é antes de tudo entretenimento da alma. Quando leio, entretenho minha alma que passa a morar noutros lugares, noutros seres.”


“Quando era mais jovem e bonito, tive muitas mulheres, fazia sucesso entre elas, sabia agradá-las e amá-las direitinho e, por isso, tinha sorte com elas.”


“Sempre fui muito louco, muito delirante, para viver ao lado de alguém.”


Marcações: