Página Inicial » Frases de Filmes » Frases do Filme Filhos da Máfia (2001)

Frases do Filme Filhos da Máfia (2001)


Frases do Filme Filhos da Máfia


Filhos da Máfia é um filme de ação policial, crime e drama. Lançamento 2001. Frases do Filme Filhos da Máfia

Matty Demaret (Barry Pepper) não consegue emprego em lugar nenhum por ser filho de Benny Chains (Dennis Hopper), um antigo e conhecido mafioso do Brooklyn, Nova York. Resta a Matty seguir a “profissão” da família. Por recomendação do seu tio, Teddy Deserve (John Malkovich), Matt é designado para comandar a entrega de meio milhão de dólares, que se não for feita deixará seu pai em maus lençóis. 


Frases do Filme Filhos da Máfia


“Agora os sentimentos de todos estão envolvidos.”


“Algumas situações são incontroláveis.”


“Cuidado com a boca.”


“De onde eu venho, existe aquilo que se chama o espírito de partilha. As pessoas ajudam umas as outras.”


“Desde que era pequeno tem sido desmoralizado, completamente desmoralizado.”


“Ele é só metade e nem essa metade é a boa.”


“Essa história não está me cheirando bem.”


“Esta noite é a noite em que vai te tornar um homem.”


“Está passando dos limites moleque.”


“Está tudo errado. Completamente errado.”


“Estava perguntando por mim, agora tem a minha atenção.”


“Estou tendo grandes dificuldades em entender o que você precisa.”


“Eu entendo o que esta dizendo mas não estou disposto a sair de mãos abanando.”


“Eu não me meto com tiras.”


“Eu tenho que fazer qualquer coisa.”


“Me diz realmente o que está acontecendo.”


“Me questionei o tempo todo se devia ser um durão ou não.”


“Nada vai acontecer ao seu amigo.”


“Não mije nas minhas costas e diga que é chuva.”


“Não é hora de ser bonzinho.”


“Não há ninguém que não vá magoar você.”


“Não queremos pessoas como vocês descontentes.”


“Nós não somos escrotos.”


“Nunca me viu como um homem.”


“Nunca pensei ter uma porra de um emprego.”


“O homem costumava dar conta do recado, vai pensar que consegue dar conta deste também.”


“O seu conforto não me diz respeito.”


“Olha. Sei que estava enganado a seu respeito.”


“Pensava que já não era um moleque.”


“Podia te dar uma surra com a mão esquerda atrás das costas.”


“Se tem que ir, vai.”


“Temos que seguir em frente.”


“Tenho responsabilidades com você.”


“Você é desprezível.”


“Você é uma porra de drogado.”


“Você não é homem pra esse tipo de coisa.”


“Vou fazer tudo o que puder para resolver as coisas.”