Página Inicial » Frases de Autores » Frases e Citações de Manuel Bandeira

Frases e Citações de Manuel Bandeira



Frases e Citações de Manuel Bandeira


Manuel Carneiro de Sousa Bandeira Filho, mais conhecido como Manuel Bandeira, foi um poeta, crítico literário e de arte, professor de literatura e tradutor brasileiro. (1886-1968). Frases e Citações de Manuel Bandeira


Em 1935 foi nomeado inspetor federal do ensino. Em 1936 foi publicada a “Homenagem a Manuel Bandeira”, coletânea de estudos sobre sua obra, assinada por alguns dos maiores críticos da época, alcançando assim a consagração pública. De 1938 a 1943, foi professor de literatura no Colégio D. Pedro II. Em 1940 foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras. Posteriormente, nomeado professor de Literaturas Hispano-Americanas na Faculdade de Filosofia da Universidade do Brasil, cargo do qual se aposentou, em 1956… Wikipédia


“A existência é uma aventura, de tal modo inconsequente.”


“A vida inteira que podia ter sido e que não foi.”


“Amizade é como flores, não podemos deixar de regá-las, mas também não podemos regá-las muito.”


“Cada coisa em seu lugar.”


“Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo. Porque os corpos se entendem, mas as almas não.”


“É tocante e vive, e me fez agora refletir que só é verdadeiramente vivo o que já sofreu.”


“Estou farto do lirismo comedido. Do lirismo bem comportado.”


“Estou farto do lirismo namorador. Político, raquítico, sifilítico.”


“Eu gosto de delicadeza. Seja nos gestos, nas palavras, nas ações, no jeito de olhar, no dia a dia e até no que não é dito com palavras, mas fica no ar…”



“Eu gosto de delicadeza. Seja nos gestos, nas palavras, nas ações, no jeito de olhar.”


“Eu me amo porque se eu não me amar quem vai me amar?”


“Não quero amar, não quero ser amado. Não quero combater, Não quero ser soldado.? Quero a delícia de poder sentir as coisas mais simples!”


Página Inicial » Frases de Autores » Frases e Citações de Manuel Bandeira


“Não quero mais saber do lirismo que não é libertação.”


“O meu dia foi bom, pode a noite descer.”


“O meu verso é bom, frumento sem joio. Faço rimas com consoantes de apoio.”


“Passei o dia à toa, à toa!”


“Que importa a paisagem, a glória, a baía, a linha do horizonte? O que eu vejo é o beco.”


“Quero a delicia de poder sentir as coisas mais simples.”


“Se queres sentir a felicidade de amar, esquece a tua alma. A alma é que estraga o amor. Só em Deus ela pode encontrar satisfação.”


“Ternura é aquele afeto brando, que no amor nos leva a dar mais do que receber.”


“Uns tomam éter, outros cocaína. Eu já tomei tristeza, hoje tomo alegria.”


“Vi uma estrela tão alta, Vi uma estrela tão fria! Vi uma estrela luzindo, na minha vida vazia.”


“Vivo nas estrelas porque é lá que brilha a minha alma.”