Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cidades de Papel

Frases do Livro Cidades de Papel


Frases do Livro Cidades de Papel


Frases do Livro Cidades de Papel: As melhores e mais incríveis frases de Cidades de Papel. Mensagens, citações, trechos marcantes e frases reflexivas! Frases do Quentin “Q” Jacobsen, Margo Roth Spiegelman, Ben Starling, Marcus “Radar” Lincoln, Lacey Pemberton…


Frases do Livro Cidades de Papel para conhecer melhor esse romance de John Green:


“A cidade era de papel, mas as memórias, não. Todas as coisas que eu tinha feito ali, todo o amor, a pena, a compaixão, a violência e o desprezo estavam aflorando em mim.”


“A gente se vê. A gente ainda vai se encontrar de novo.”


“A imaginação não é perfeita. Não dá para mergulhar por inteiro dentro de outra pessoa.”


“Acredito no futuro. Talvez seja uma falha de caráter, mas, em mim, é congênita.”


“As pessoas são diferentes quando você sente o cheiro delas e as vê de perto.”


“As pessoas são o lugar, e o lugar é as pessoas.”


“A gente se vê. A gente ainda vai se encontrar de novo.”


Frases do Quentin “Q” Jacobsen em Cidades de Papel:


“Às vezes o jeito como a gente pensa em alguém não é exatamente o jeito como essa pessoa é.”


“É a primeira vez que vejo o sorriso do qual senti tanta falta durante tanto tempo.”


“É como se ela achasse que tenho a obrigação de agradá-la, e que isso deveria ser meu maior desejo. E quando não faço o que ela quer… ela me afasta.”


“É muito fácil gostar de alguém a distância.”


“Ela é uma fofa. E eu meio que me odeio por… você sabe… não ter falado com ela antes.”


“Ela permanece ali, calada, por muito tempo, e eu estou com muito medo dos olhos dela para me aproximar.”


“A imaginação não é perfeita. Não dá para mergulhar por inteiro dentro de outra pessoa.”


Frases da Margo Roth Spiegelman em Cidades de Papel:


Páginas: 1 2