Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais

Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais


Cidade dos Ossos: Os Instrumentos Mortais é um livro de fantasia, ficção, terror e aventura, escrito por Cassandra Clare. Lançamento 2013. Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais


Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais


“A maioria das pessoas não chora quando está chateada ou assustada, mas quando está frustrada.”


“A marca pra consertar um coração partido é a que dói mais.”


“A música precisa ter emoção.”


“Acho que ele não ficou feliz por receber notícias suas!”


“Acho que não causei uma boa primeira impressão e gostaria que você me desse uma chance de compensar.”


“Acredite em mim, garotinha, a polícia não vai prender alguém que não consegue enxergar.”


“Ah, ele é grosso com todo mundo.”


“Amar é destruir.”


“As coisas estão ótimas.”


“As histórias que te contaram quando era pequena sobre monstros, pesadelos, lendas sussurradas em volta de fogueiras, são todas verdadeiras.”


“As pessoas vêm e vão. Ninguém fica por muito tempo.”


“As piores coisas que os homens já fizeram foram em nome do amor.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais


“De alguma forma, ela se sentiu tão exposta quanto se tivesse tirado a blusa e mostrado os seios.”


“Dizem que pessoas em coma às vezes escutam.”


“Droga! Quase em lágrimas, ela jogou o telefone no chão.”


“É como se a vida dela tivesse começado quando eu nasci.”


“É seu dom ver a beleza e o horror em coisas ordinárias.”


“Ela abriu a boca para discutir, depois voltou a fechá-la.”


“Ela detestava todas essas coisas. Ela detestava até mesmo os filmes da Disney.”


“Ela imaginou como gostar de alguém poderia fazer com que ele ficasse naquele estado de ansiedade.”


“Ela não se incomodava com o silêncio; dava-lhe a oportunidade de pensar.”


“Ela se virou e sorriu.”


“Ele colocou um braço reconfortante nos ombros da amiga.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais


“Ele estava indo embora, simplesmente isso.”


“Ele estava passando pela multidão como se estivesse procurando alguma coisa.”


“Ele falava como se não se importasse se ela acreditava nele ou não.”


“Ele parece estar apenas procurando uma oportunidade.”


“Ele parecia satisfeito consigo mesmo.”


“Ele virou a página. Arrumou uma namorada.”


“Era como se eles tivessem passado a existir em um piscar de olhos.”


“Estava rindo porque declarações de amor me entretêm, sobretudo quando não há recíproca.”


“Estou muito feliz por você estar bem.”


“Eu a decepcionei, pisei na bola, fiz com que ela se preocupasse, blá-blá-blá. Eu sou a perdição da existência dela.”


“Eu não costumo chorar muito.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais


“Eu não sou nada se não for um homem de palavra.”


“Eu pensei que fosse demonstrar algum interesse pela recuperação dela.”


“Eu termino comigo de vez em quando só pra ficar interessante.”


“Finalmente tivemos sorte.”



“Marcas diferentes fazem coisas diferentes.”


“Meu único e verdadeiro amor continua sendo eu mesmo.”


“Não deve confiar em ninguém.”


“Não gosto dessas pessoas.”


“Não há nada de errado em ser diferente.”


“Não posso simplesmente segurá-la em casa, impedir que saia. Ela não vai aceitar.”


“Nem todo mundo quer você por perto o tempo todo.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais


“Nem tudo que é verdade precisa ser dito.”


“No crepúsculo que caía rapidamente, o cabelo dele parecia dourado.”


“Nunca disse uma palavra negativa a seu respeito. Eu juro.”


“O chão já estava cheio de bolinhas de papel, um sinal claro de que a criatividade não estava circulando da maneira que ela esperava.”


“O mundo ainda está cheio daqueles seres heterogêneos descartados por uma filosofia mais sóbria. Fadas e duendes, espíritos e demônios, ainda andam por aí…”


“O mundo está igual, você é que está diferente.”


“O que, você sabe, é o único objetivo de se ter uma banda. Arrumar garotas.”


“O sorriso dele desapareceu instantaneamente.”


“Olha só, pode ir se quiser. Não me importo. Eu fico aqui sem você.”


“Os humanos eram burros demais. Tinham algo tão precioso mas cuidavam mal daquilo.”


“Os sonhos a prendiam, um após o outro, um rio de imagens que a levavam como uma folha capturada em uma corrente.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais


“Parece que ele engoliu um dicionário e saiu vomitando palavras a esmo.”


“Pelo menos você sabe que ele ainda está disponível.”


“Por algum motivo duvidei que tivesse ficado tão impressionada comigo.”


“Por que está me encarando? Tem alguma coisa errada com o meu rosto?”


“Que espécie de ladrão não levaria a carteira, a televisão, o aparelho de DVD ou os laptops caros?”


“Se você está me colocando de castigo, coloque logo.”


“Somos mandados para onde precisam de nós.”


“Sou extremamente atraente.”


“Sou um ser humano comum.”


“Sua frustração é compreensível. Você está passando por uma fase e tanto.”


“Talvez eu tenha imaginado tudo.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais


“Talvez fossem intrometidos ou coisa parecida.”


“Tenho tudo de que preciso.”


“Tinha um sorriso que brilhava como água venenosa.”


“Todos nós temos segredos.”


“Um sorriso descontraído curvou os lábios dela.”


“Uma leve apreensão começou a tomar conta de seu peito.”


“Uso minha sagacidade para esconder minha dor interna.”


“Vieste, meu falso fanático, meus lombos nefastos! Cubra cada protuberância com árido zelo!”


“Você não gosta de garotas inteligentes? Ainda está procurando um corpão?”


“Você não precisa fingir ser gentil. Prefiro quando age naturalmente.”


“Você nunca saiu do meu coração.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cidade dos Ossos Os Instrumentos Mortais


“Você pode ficar sem alho, mas não tem como ficar sem música.”


“Você precisa dar um tempo a ela.”


“Você só não está captando o humor.”


“Você tem que ser sarcástico com tudo?”



Conhece mais frases do livro Cidade dos Ossos: Os Instrumentos Mortais? Deixe seu comentário.