Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cartas de Amor aos Mortos

Frases do Livro Cartas de Amor aos Mortos


Cartas de Amor aos Mortos é um livro Infantojuvenil de ficção. Uma literatura estrangeira escrita pela autora americana Ava Dellaira. Lançamento 2014. Frases do Livro Cartas de Amor aos Mortos


Frases do Livro Cartas de Amor aos Mortos


“Alguém que precisa de você.”


“Às vezes agimos porque estamos sentindo tantas coisas dentro de nós e não percebemos como isso afeta os outros.”


“De repente entendi que estar vivo é isso. Nossas próprias placas invisíveis se movendo em nosso corpo, e se alinhando à pessoa que vamos nos tornar.”


“Descobri que, às vezes, momentos marcam nosso corpo. Eles estão ali, alojados sobre a pele como sementes pintadas de surpresa, tristeza ou medo. E se você virar para um lado ou cair, uma delas pode se soltar, pode se dissolver no sangue ou fizer surgir uma árvore inteira. Às vezes, quando uma se solta, todas começam a se soltar.”


“É mentira que a dor aproxima as pessoas.”


“É o que amor verdadeiro significa: deixar alguém ser ele mesmo.”


“Eu sou quem eu sou. Não me diga o que fazer.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cartas de Amor aos Mortos



“Existem duas coisas importante no mundo: estar em perigo e ser salvo.”


“Halloween é um dos meus feriados favoritos. O Natal e os outros às vezes nos deixam tristes, e há o peso de ter que ser feliz. Mas no Halloween você pode ser o que quiser.”


“Homens também podem ser tímidos.”


“Na vida, a gente nunca tem certeza do que vai acontecer, mesmo que planeje tudo. Pode haver uma reviravolta, acontece sempre.”


“Na vida, podemos ser mais que passageiros.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cartas de Amor aos Mortos



“Não sei exatamente quem sou.”


“Ninguém pode salvar ninguém, não de verdade. Não de si mesmo.”


“‘Nirvana’ significa liberdade. Liberdade do sofrimento. Acho que algumas pessoas diriam que é exatamente isso.”


“Nosso corpo devia mostrar mais as coisas que nos machucam, as histórias que mantemos escondidas dentro de nós.”


“O amor não é um segredo. Não posso fingir que não tem importância.”


“O ar não é apenas algo que existe, mas que se respira.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cartas de Amor aos Mortos



“O mundo mudou, não mudou?”


“O resto de nós ainda está aqui, agarrado aos cacos.”


“O universo é maior do que qualquer coisa que cabe na sua cabeça.”


“Quando escurece e esfria, o que todo mundo quer é música.”


“Quando você perde alguma coisa próxima, é como perder a si mesmo.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cartas de Amor aos Mortos



“Quanto mais se ama alguma coisa, mais difícil é perder.”


“Sabe quando você acha que conhece alguém? Mais do que qualquer um no mundo? Você sabe que entende a pessoa, porque a enxerga de verdade. E então você tenta se aproximar, e ela… desaparece. Você achava que pertencia uma à outra. Achava que ela era sua, mas não é. Você quer protegê-la, mas não pode.”


“Se quisermos que alguém nos conheça, precisamos nos revelar a essa pessoa.”


“Seu amor me dá vida.”


“Sinto que estou me afogando em memórias.”


“Só vai doer mais se você resistir.”


Página Inicial » Frases de Livros » Frases do Livro Cartas de Amor aos Mortos



“Talvez amadurecer significa que você não precisa ser uma personagem seguindo um roteiro. É saber que você pode ser a autora.”


“Tem coisas que não posso contar para ninguém além das pessoas que já não estão mais aqui.”


“Tem sido difícil ser eu mesma, porque não sei exatamente quem eu sou.”


“Todos nós queremos ser alguém, mas temos medo de descobrir que não somos tão bons quanto todo mundo imagina que somos.”


“Um amigo é alguém que dá liberdade total para você ser você mesmo – especialmente para sentir ou não sentir. Qualquer coisa que você sinta naquele momento está bom para ele.”


“Você pode achar que quer ser salva por outra pessoa, ou que quer muito salvar alguém. Mas ninguém pode salvar ninguém, não de verdade. Não de si mesmo.”