Página Inicial » Frases de Filmes » Frases do Filme A Onda

Frases do Filme A Onda


A Onda é um filme alemão de 2008 dirigido por Dennis Gansel e estrelado por Jürgen Vogel, Frederick Lau, Jennifer Ulrich e Max Riemelt.


As Melhores Frases do Filme A Onda


“A Alemanha nazista foi uma merda. Também acho muito chato.”


“A Nike gasta centenas de milhões em propaganda.”


“A Onda é um movimento em que pode participar quem se sente ligado à coisa.”


“A pessoa mais procurada no Google é quem?”


“A única ameaça é o terror. Um terror que nós mesmos conseguimos através da injustiça do mundo, a qual aprovamos!”


“Achei que você não desse a mínima.”


“Acho muito bom que vocês mudaram de ideia.”


“Acho que estão levando a coisa muito a sério.”


“Acredite em mim, sou uma garota, sei como pensamos.”


“Acredite em mim, vai precisar de segurança.”


“Acredito que estamos nos entendendo aos poucos.”


“Agora deixe essa merda pra lá.”


“Algumas vezes me irrito com certas coisas.”


“Aqui os estudantes são colocados sob pressão.”


“Atual sim, mas fútil não.”


“Cara, não tenho mais paciência.”


“Caralho, aqui você não pode fazer o que bem quiser.”


“Como pode saber se ele não é falso?”


“Constroem cápsulas espaciais e observam tudo de cima!”


“Contra o quê realmente se deve rebelar hoje em dia?”


“Corra pela sua vida ou explodo seu cérebro!”


“Creio que autocracia seja quando um indivíduo ou um grupo dominam sobre uma massa.”


“Daqui em diante inundaremos toda a Alemanha!”


“De que servem boas ideias se se fica sentado e não se age?”


“De você não falarei nada. Puta.”


“Deixem, por favor, eu fazer uma vez como eu quero, só uma vez!”


“Devemos sempre nos levantar se quisermos falar.”


“E agora só fala quem eu permitir que o faça.”


“E as coisas também não vão bem pra você.”


“É muito melhor responder por uma coisa.”


“E nossas respostas devem sempre ser curtas e precisas.”


“É só mais um dia, levaremos adiante juntos um dia.”


“Ela está só assim… não me deixa chegar perto fácil.”


“Ela faz planos dela e não me ouve se quero ou não.”


“Ele é um palhaço…”


“Ele não tem ninguém em casa que cuide dele.”


“Ele quer nos manipular!”


“Enfie essa merda no cu, seu vagabundo!”


“Enquanto, lentos porém seguros, destruímos nosso planeta.”


“Essa pseudo-disciplina, é tudo coisa de fascista!”


“Está cheio disso na cabeça, andar por aí com tanta erva.”


“Eu fico com a verdade.”


“Eu sei que tudo soa um pouco incomum, mas por que não testamos algo novo?”


“Eu sei que você consegue.”


“Eu te amava, você me traiu.”


“Eu tenho planos melhores do que esperar o dia todo por uma princesinha.”


“Eu tinha imaginado algo diferente pra mim.”


“Fica mais real, se a peça fosse mais séria.”


“Há tempos me dão todos nos nervos.”


“Hoje não tem mais importância, certo?”


“Já podemos imaginar quem é responsável por essa sujeira.”


“Mais sério, por favor.”


“Mas na verdade é assim… os pobres ficarão mais pobres e os ricos sempre mais ricos!”


“Mas o sonho do amor, da vida, da confiança, esse sonho uma vez verdadeiro eu não esqueci.”


“Mas os políticos são apenas marionetes da economia!”


“Mas quer ficar sentado por aí e não fazer nada?”


“Mas talvez sejam bons até demais comigo.”


“Me deixe apenas em paz!”


“Me desculpe, mas seguramente não falarei isso.”


“Mudamos o arranjo das mesas, para que haja espaços para todos.”


“Na verdade, sempre tive o que quis, coisas, dinheiro e assim por diante mas o que mais tive foi uma longa espera.”


“Não acha que sua família sentirá falta de você?”


“Não dá pra fazer: proteção de dados.”


“Não faço ideia do que tá falando, seu puto!”


“Não faz nenhum sentido se cada um fizer o que quer.”


“Não forço ninguém, isso vale a todos. Tudo aqui é voluntário.”


“Não ligue pra brincadeiras.”


“Não me enfie uma faca pelas costas, seu traidor.”


“Não me fale o que tenho de fazer.”


“Não me levaram a sério, não é?”


“Não o deixaremos entrar porque não fez a saudação.”


“Não pensei que isso chegaria tão fundo.”


“Não podemos nos sentir culpados por coisas que não fizemos.”


“Não posso acreditar que nos exponha tanto.”


“Não preciso me justificar só por causa de uma camisa de merda.”


“Não se interessam mais por mim.”


“Não se trata de culpa… trata-se de termos uma certa responsabilidade por nossa história.”


“Não se trata mais quem é mais belo ou bela, ou o melhor ou o de mais sucesso. A Onda fez-nos todos iguais.”


“Não seja tão impertinente com sua irmã.”


“Não, assumirei toda a responsabilidade.”


“Nem sempre estaremos por perto.”


“Nós professores já somos maus… não suje mais nossa imagem.”


“Nos últimos tempos você se transformou em um cuzão.”


“O projeto semanal é sobre aproximar os estudantes à prioridade da democracia.”


“O que falta à nossa geração é um objetivo comum, que nos una a todos.”


“Os fins justificam os meios.”


“Ouvi que você fuma baseados.”


“Para imbecis anarquistas que nem vocês não há nada.”


“Pensei que a anarquia fosse algo interessante, mas o negócio não é assim.”


“Pode ficar aqui em paz?”


“Pois juntos podemos conseguir tudo!”


“Pra ser sincero, estou um pouco surpreso por tantos se interessarem pelo tema ‘autocracia’.”


“Preciso protegê-lo.”


“Preste atenção no que diz, imbecil.”


“Quando podemos nos deixar uns pelos outros, alcançamos muito mais.”


“Que porra você está fazendo!”


“Seu irmão tem de aprender sozinho seus limites.”


“Sim, parece que tudo já durou tempo demais.”


“Sozinho não se passa pela vida, mas juntos seríamos muito mais fortes.”


“Te procurei em todo lugar.”


“Temos a possibilidade de escrever a história!”


“Temos umas coisas pra discutir.”


“Tenho medo de perdê-la.”


“Todos já tem só os seus prazeres na cabeça.”


“Todos têm amigos com quem se entendem, e isso também é importante.”


“Tudo o que peço é um pouco de confiança.”


“Vamos pichar um dos símbolos merdas anarquistas.”


“Você aumenta muito as coisas.”


“Você deve parar com isso.”


“Você disse e quis dizer!”


“Você não deve deixar esses imbecis te intimidarem tanto.”


“Você não vai me impedir de falar a verdade.”


“Você não vai nos parar!”


“Você vai parecer desinteressante, se ficar sempre disponível.”


“Vocês são meus ‘brothers’.”


“Vou embora, vem comigo?”