Página Inicial » Frases de Livros » Frases do livro Festim dos Corvos

Frases do livro Festim dos Corvos


Festim dos Corvos é o quarto livro da série de fantasia épica As Crônicas de Gelo e Fogo, escrita pelo norte-americano George R. R. Martin e publicada pela editora Bantam Spectra. Lançamento 2005.


A história é contada através de 12 personagens principais, uma personagem de ponto de vista no prólogo, para um total de treze. Wikipédia


Frases do Livro Festim dos Corvos


“A morte nunca está longe neste mundo.”


“A verdade não é assim tão engraçada.”


“Abandonaremos este mundo juntos, como viemos a ele.”


“Antes que você possa aprender a se mover você deve aprender a ficar parada.”


“As nossas vidas são chamas de vela.”


“As palavras são vento.”


“Cada palavra era arrancada com dor, mas o mundo era assim, um homem tinha de lutar para viver.”


“Chama-me amor, mas recusa-me, no momento em que me é mais necessário.”


“Controle seu rosto, e assim você pode mentir.”


“Ela acha que se encontrar o deus certo, talvez ele envie os ventos e soprará seu antigo amor de volta para ela.”


“Ele confiou-me a sua espada. Confiou-me a sua honra.”


“Enfrentou mais coisas neste último ano do que a maioria dos homens enfrenta no tempo de uma vida.”


“Eu nunca pararei de procurar, eu darei minha vida se preciso for, desisto de minha honra, desisto de todos meus sonhos, mas eu irei encontrá-la.”


“Eu tenho visto terríveis coisas em minha vida.”


“Homens pegam muitos caminhos através deste vale de lágrimas e dor.”


“Meu coração está despedaçado. Ainda tenho o seu amor?”


“Minha mãe sempre me disse para ser ousada. Se eu não for, vou passar o resto da minha vida me perguntando o que poderia ter acontecido se eu tivesse sido.”


“Mulheres trazem vida para o mundo.”


“Na batalha, meio segundo é uma vida inteira.”


“Não é amor me forçar implorar.”


“Não sabia o que o amor podia ser, mas agora… tenho medo.”


“Nunca poderia mentir para você.”


“O amor pode transformar qualquer homem num tolo.”


“O homem corajoso mata com uma espada, o covarde com um odre de vinho.”


“O seu coração é suave como o de qualquer donzela.”


Páginas: 1 2